Ismê Imobiliária Campinas - SP

PARA EMBRAESP, ARREFECER A EUFORIA DO MERCADO IMOBILIÁRIO É O EFEITO POSITIVO DA CRISE

Em 2009, setor crescerá menos, possivelmente retornando aos patamares de 2006.

17/02/09, São Paulo, SP - Apesar de todas as conseqüências negativas da crise financeira, seu efeito positivo foi o de arrefecer a “euforia” que havia tomado conta do mercado, por conta das condições favoráveis e da captação de grandes e médias construtoras e incorporadoras no mercado de capitais. A análise foi feita pelo diretor da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), Luiz Paulo Pompéia, em palestra à diretoria do Sinduscon-SP, em 12 de fevereiro.

Segundo o especialista, o mercado imobiliário crescerá em 2009, porém menos que em 2008, retornando possivelmente aos níveis de produção de 2006. O diretor acredita que, com a abertura de novas perspectivas em 2009, o mercado tenderá a retomar a confiança, uma vez que investidores estrangeiros continuam dispostos a realizar novos investimentos no mercado brasileiro.

Em 2008, foram lançadas 61,9 mil unidades habitacionais na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), sendo 34,1 mil apenas na Capital. Os números são inferiores aos de 2007, quando houve 62 mil unidades lançadas na RMSP e 38,9 mil em São Paulo.

Das unidades lançadas no ano passado em toda região metropolitana, 42,8% (26.472) foram de três dormitórios e 34,7% (21.495), de dois dormitórios. O segmento de quatro dormitórios respondeu por 20% (12.391) e o de um dormitório, por 2,5% (1.540).

De acordo com dados da Embraesp, na Grande São Paulo há uma tendência de redução dos lançamentos de apartamentos de três e quatro dormitórios e um aumento nos de um dormitório. “Houve um superdimensionamento. Este segmento chegou ao atendimento pleno de sua demanda, mas continuamos vendo lançamentos nesta faixa”, diz Pompéia.

Segundo ele, tudo o que foi lançado em 2008 será construído, mas em prazos mais longos, com a previsão de entrega de alguns empreendimentos em prazos que vão de 2009 a 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixa aqui a sua mensagem. Agradeço a sua visita.