Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

IMÓVEL COMERCIAL X RESIDENCIAL: VEJA QUAL BEM OFERECE MELHOR RELAÇÃO RISCO-RETORNO

Quem investe em imóveis tem mais decisões a tomar do que simplesmente garimpar regiões que tenham boa perspectiva de valorização. A aplicação pode ser direcionada tanto para imóveis comerciais, como residenciais. Segundo especialistas, os primeiros trazem a vantagem de terem maior taxa de retorno em aluguéis, mas, em compensação, têm mais problemas para retirar inquilinos de longa data. “Imóveis residenciais rendem, em média, 0,5% ou 0,6% do valor investido”, calcula o diretor comercial da Lopes Consultoria, Daniel Dequech. Em imóveis residenciais mais baratos (entre R$ 100 mil e R$ 150 mil) a taxa é um pouco melhor, de 0,8%. A porcentagem sobe para 1% na maioria das locações comerciais. O motivo é simples e pode ser explicado pela lei de oferta e de procura. “No mercado comercial o número de áreas livres diminuiu muito”, explica Dequech. No caso da outra categoria de imóveis, há mais bens disponíveis do que público interessado. O fato de haver muita procura por imóveis comerciais

BRASIL É ESCOLHA IMOBILIÁRIA NÚMERO 1, DIZ BILIONÁRIO AMERICANO

O bilionário do setor imobiliário e barão da mídia Sam Zell afirmou nesta segunda-feira (28) que preferiria investir no Brasil se tivesse que fazer uma única aposta nos próximos anos. "Eu compraria Brasil", disse Zell na Conferência Global do Milken Institute. "O país tem a chance de ser uma potência econômica maior que a China nos próximos 30 anos." Zell, presidente-executivo da controladora do jornal Chicago Tribune, a Tribune Co., e presidente do Equity Group Investiments, respondeu uma pergunta de um moderador sobre onde os investidores deveriam mirar em caso de terem uma única chance no setor imobiliário. Potência O bilionário disse que a população do Brasil de 180 milhões de pessoas, a força de trabalho qualificada, o poder do setor agrícola e a abundância de recursos naturais, fez do país em grande medida auto-suficiente. Zell ainda afirmou que a maior operadora brasileira de shopping centers prevê um crescimento anual de 10% nas vendas no var

HORA DE COMPRAR SUA CASA

momento é propício para realizar o sonho da casa própria. Quem afirma são economistas e representantes de entidades do mercado de imóveis. O POVO, então, traz informações para quem está interessado em fazer um financiamento imobiliário Wânia Caldas da Redação 23 Mai 2009 - 16h13min Incentivos do Governo Federal, juros em tendência de queda e crédito farto para pessoa física. O cenário é favorável, mas a dúvida existe: será que este é o momento de fazer um financiamento para adquirir a casa própria? Os economistas consultados por O POVO acreditam que sim. Para eles, a retomada do mercado imobiliário, após os abalos sofridos no auge da crise econômica mundial, beneficia o comprador. O economista e consultor financeiro João Maceno Gomes é direto ao afirmar que, do ponto de vista financeiro, “não pode existir momento melhor”. “Em relação ao crédito, está muito bom porque todas as taxas diminuíram, estão baixíssimas. Temos taxas de até 4,5% ao ano”, explica. E acrescenta: “Quem demo

HORA DE COMPRAR SUA CASA

momento é propício para realizar o sonho da casa própria. Quem afirma são economistas e representantes de entidades do mercado de imóveis. O POVO, então, traz informações para quem está interessado em fazer um financiamento imobiliário Wânia Caldas da Redação 23 Mai 2009 - 16h13min Incentivos do Governo Federal, juros em tendência de queda e crédito farto para pessoa física. O cenário é favorável, mas a dúvida existe: será que este é o momento de fazer um financiamento para adquirir a casa própria? Os economistas consultados por O POVO acreditam que sim. Para eles, a retomada do mercado imobiliário, após os abalos sofridos no auge da crise econômica mundial, beneficia o comprador. O economista e consultor financeiro João Maceno Gomes é direto ao afirmar que, do ponto de vista financeiro, “não pode existir momento melhor”. “Em relação ao crédito, está muito bom porque todas as taxas diminuíram, estão baixíssimas. Temos taxas de até 4,5% ao ano”, explica. E acrescenta: “Quem demo

VEJA ALGUMAS DICAS PARA NÃO ERRAR NA HORA DE ALUGAR UM IMÓVEL

Não deixe para a última hora Em tempos de escassez de oferta, ter prazo apertado para fechar negócio pode limitar ainda mais as opções do locatário. Procurar de forma antecipada ajuda a fazer uma boa escolha. Se aproxime do trabalho O primeiro passo é procurar um imóvel que atenda as condições de proximidade do emprego. Procure a locação mais próxima possível para evitar o problema do trânsito. Olho no preço Mais importante do que escolher bem a localização do imóvel, no entanto, é não estourar o orçamento. Estabelecer um preço de locação que esteja dentro das condições financeiras da pessoa. O ideal é que o valor da locação não ultrapasse nunca o valor de 30% da renda, no máximo. Se é um casal com uma criança pequena, por exemplo, vale se adaptar a um apartamento de um dormitório; o importante é não apertar o orçamento. Devido a uma pequena diferença de conforto ele tem mais paz de espírito e tranqüilidade. Cuidados na vistoria Para o Procon-SP, locatário e imobiliária e/o

O QUE PESAR NA BALANÇA PARA SABER SE VALE A PENA SER O PRIMEIRO PROPRIETÁRIO DE UM APARTAMENTO OU SE É MELHOR ADQUIRIR UM MAIS ANTIGO

EXAME Os músicos Myrthes e Natan Marques estão de mudança para um apartamento em Perdizes, na zona oeste da capital paulista. O imóvel não possui nenhum equipamento de lazer, em contraste com a fartura do prédio onde o casal mora atualmente, no bairro vizinho de Sumarezinho, um condomínio que conta com playground, piscina, quadra esportiva, academia e churrasqueira. “Quando nosso filho era ainda uma criança, fazíamos as festinhas de aniversário na área da churrasqueira”, diz Myrthes. “Mas hoje ele tem 19 anos e não passa mais as tardes na piscina ou jogando bola.” O casal tinha a opção de adquirir um imóvel novo com ainda mais serviços ou procurar um apartamento usado. Pesando os prós e os contras, Myrthes e o marido chegaram à conclusão de que valia a pena comprar um imóvel mais antigo, de 190 metros quadrados — praticamente o dobro do tamanho do atual. Para compensar a ausência de opções de lazer, o futuro endereço tem cômodos mais espaçosos, janelas amplas e pé-direito alto. Em gr

DOCUMENTAÇÃO DE IMÓVEIS NA HORA DA COMPRA

Hoje vamos responder uma dúvida comum de quem vai comprar um imóvel que não é novo. Quais documentos devo exigir do vendedor ? Quem responde é o advogado e especialista em direito imobiliário Daphnis Citti de Lauro: “É sabido que, para adquirir um imóvel, as pessoas tem, antes, que pedir vários documentos, que podem ser classificados em documentos pessoais e do imóvel. Os documentos pessoais são certidões do Distribuidor Cível da Comarca onde está localizado o imóvel e da Comarca onde os vendedores residem, se for distinta (compreendendo as ações cíveis e de família e executivos fiscais); do Distribuidor da Justiça Federal, da Justiça do Trabalho, dos Cartórios de Protestos (dos últimos cinco anos), além de cópias autenticadas de RG e CPF e certidão de casamento (atualizada). Os documentos do imóvel: Título aquisitivo devidamente registrado no Cartório de Registro de Imóveis, - Certidão de propriedade e filiação vintenária, com negativa de ônus e alienações de qualquer naturez

CAIXA JÁ OFERECE CRÉDITO PARA COMPRA DE IMÓVEL SUBSIDIADO POR PACOTE

Portal EXAME - Já é possível comprar imóveis pelo programa Minha Casa, Minha Vida. Em seu primeiro mês de operação, o plano financiou 1.089 unidades, somando 48,3 milhões em crédito. A maior parte dos imóveis (684) foi adquirida por famílias com renda entre três e seis salários mínimos, mas também foram comercializadas 211 unidades a quem recebe até três salários mínimos. As famílias que fazem parte da faixa mais alta de renda do programa - de seis a dez salários mínimos - foram as que menos utilizaram o crédito até o momento, financiando apenas 194 unidades. Para obter o empréstimo, o interessado deve, primeiramente, encontrar a casa ou o apartamento que deseja comprar. Pode ser um imóvel na planta, em construção ou já pronto, desde que o habite-se tenha sido emitido após 26 de março de 2009 e que o valor não ultrapasse 130.000 reais. A Caixa financia até 100% do valor do imóvel pelo prazo de até 30 anos, mas as condições variam de acordo com a renda e a idade do comprador. No site

GRANDES MUDANÇAS NO MARKETING DAS CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS IMOBILIÁRIAS

Grandes mudanças no marketing e propaganda no mercado imobiliário.Financiamento facilitado, taxas de juros convidativa, explosão no mercado imobiliário. Diversos recursos captados através da bolsa de valores, as grandes incorporadoras do setor imobiliário iniciaram uma corrida frenética por novos empreendimentos. Preocupadas com a concorrência agressiva, e dinâmica, as incorporadoras estão tentando encontrar um meio de crescer de forma inteligente, lançando mão das mais diversificadas estratégias de marketing. Algumas empresas vêm enfrentando as dificuldades com uma estratégia muito mais feroz de mídia e com criatividade, por meio da exploração de outros horizontes, como o mundo virtual. As Incorporadoras que ficarem paradas não conseguirão sobreviver. Então, chegou a hora de mudar a estratégia, de propagandear os lançamentos para cada vez mais pessoas, ação de marketing nada fácil em tempos de Lei Cidade Limpa, lei municipal da Capital que restringe muito o processo de mídias que o