Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

GANHAR DINHEIRO É DIFÍCIL, MAS GASTAR…

Imagem
Não existe mérito em gastar dinheiro, só em ganhar dinheiro, isso é muito díficil. Viver de comissão tem a desvantagem da instabilidade e a vantagem da instabilidade, pois você pode não ter a certeza do salário mensal, mas recebe um valor maior na média. Não apenas corretores, mas qualquer profisão que vive da força de trabalho individual, um publicitário pode ganhar X numa agência (funcionário assalariado) ou 3X sozinho (corretor autônomo) ou 7X com com seus sócios e parceiros (imobiliária). Pelo fato de ganharmos mais em momentos diferentes, isso leva um descompasso na conta bancária, seja porque gastou demais, seja porque pagou dívidas atrasadas. Todos os corretores que trabalharam comigo tinham problemas financeiros, desde erros básicos, como gastar aquilo que ainda não ganhou, e pior, que nunca ganhou. Fazem planos com uma promessa de dinheiro, e isso válido tanto para a pessoa física quanto jurídica, erro que já cometi diversas vezes e por isso resolvi usar da tecnologia para

VEJA OS ATRIBUTOS QUE AJUDAM A VALORIZAR OS EMPREENDIMENTOS?

A vida em condomínio, cada vez mais comum nas cidades, gera muitos conflitos e custos que poderiam ser amenizados ou até extintos se os projetos fossem pensados principalmente na sua operação. Muitos empreendimentos contam com inúmeros atributos e facilidades que ajudam a vender o projeto, mas que, por vezes, tornam-se verdadeiros elefantes brancos que consomem parte significativa da arrecadação condominial. Em contrapartida, atributos que deveriam ser valorizados, como medição individualizada de consumo e reuso de água (de suma importância para o momento que atravessamos hoje em São Paulo), raramente são planejados nos empreendimentos residenciais. Sem falar da eficiência de projeto, como, por exemplo, o posicionamento da portaria (entrada e saída de pedestres, veículos e encomendas), circulação de serviços (armazenamento, separação e retirada de lixo), que podem economizar alguns postos de trabalho. E não para por aí. Os atributos de projeto deveriam adentrar nas unidades para e

AUMENTO DE FINANCIAMENTO ELEVA A VENDA DE IMÓVEIS EM SÃO PAULO

Imagem
A participação dos bancos no mercado de imóveis usados da Capital paulista passou de 56,56% em janeiro para 67,12% em julho, representando praticamente 2/3 das vendas registradas em imobiliárias cadastradas e pesquisadas pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo-CRECISP O aumento dos financiamentos, entre janeiro e julho, foi de 18,67%. Não houve registro de venda financiada diretamente pelos proprietários . A pesquisa CRECISP registrou o maior e o menor aumento de preço médio de imóveis usados na Zona D, que agrupa bairros como Penha, Pirituba, Sacomã, Sapopemba, entre outros. O maior aumento, de 4,75%, foi no preço de apartamentos de padrão médio com 8 a 15 anos de construção – o metro quadra­­do subiu de R$ 5.202,70 em junho para R$ 5.450,00 em julho. O preço que mais baixou 13,26% – foi também o de apartamentos de padrão médio, mas com mais de 15 anos de construção. O preço baixou de R$ 3.919,69 para R$ 3.400,00.

QUAIS OS CUIDADOS NECESSÁRIOS NA HORA DE ALUGAR UM IMÓVEL?

Famílias, solteiros e estudantes que ainda não possuem recursos suficientes para comprar a casa própria enxergam a locação como uma boa alternativa. Na prática, esse modelo de negociação envolve uma série de direitos e deveres, tanto de locatário quanto de locadores, a Lei do Inquilinato (Lei 8.245/91). É preciso estar muito bem informado para que nenhuma parte saia prejudicada com a locação. Conhecer a Lei 8.245/91, encontrar um fiador ou fechar um seguro-fiança, saber como funciona os reajustes do valor do aluguel e de quem é a responsabilidade pelo pagamento do IPTU, por exemplo, são medidas básicas e necessárias na hora de alugar um imóvel. Abaixo, explico de forma detalhada quais são os cuidados necessários na hora de alugar um imóvel e os deveres e direitos de cada um (locador e inquilino) nessa relação. Confira: Contrato de locação – O contrato de locação tem, em média, duração de três anos e sempre com possibilidade de renovação. Nele, além de informações do imóvel, deve

MAS AFINAL O QUE É E-MAIL MARKETING? E COMO POSSO VENDER IMÓVEIS COM ESTA FERRAMENTA?

Muitos corretores acreditam que disparar uma determinada oferta ou convite para um grande número de endereços de e-mail afim de conseguir algum interessado em sua oferta constitui em e-mail marketing. Eventualmente esta prática pode até apresentar algum resultado, mas o número de argumentos para não utiliza-la é muito grande: você ou sua empresa podem ter o domínio (o endereço do site e do e-mail) bloqueado ou suspenso; desgaste da sua imagem e da sua empresa junto a clientes que julgam esta prática invasiva; perda de tempo e de dinheiro com uma ação que irá se mostrar pouco efetiva. Mas na verdade e-mail marketing é uma forma de relacionamento e de comunicação entre você e seu cliente, criado a partir de um pedido ou de um consentimento dele em fazer parte da sua base de dados. Estarão em sua base de dados aquelas pessoas que pediram para receber a sua newsletter, preencheram o formulário para ter acesso ao conteúdo do seu material sobre financiamento imobiliário ou sobre como

DEFESA DA COMISSÃO DE CORRETAGEM

O pagamento da comissão de corretagem diretamente pelo comprador de um imóvel pode ser generalizado como uma prática ilegal? A resposta é categórica: não. É preciso trazer a questão à sua real dimensão, pois, desde que respeitados os preceitos legais, o pagamento da comissão pela pessoa que compra o bem é, sim, legítimo. Para melhor compreender o tema, note-se que um imóvel colocado à venda (especialmente empreendimentos novos) passa por diversas fases até chegar ao consumidor final. Além da elaboração do projeto, viabilização da obra e construção da edificação propriamente dita, há também a fase de disponibilização no mercado, momento em que a compra e venda realmente acontece. Cada uma dessas etapas é de responsabilidade de uma figura diversa. Geralmente a pessoa que constrói a edificação não a vende. É difícil conhecer alguém que bateu na porta de uma construtora para adquirir uma unidade imobiliária e conseguiu, pois o seu ramo de atividade é justamente outro (construção). N

TRÊS COISAS QUE O CORRETOR DEVE SABER SE QUISER VENDER PARA INVESTIDORES

Quando buscamos o cliente para nossa carteira de imóveis , sabemos que este pode ser alguém que vá morar, passar férias ou está comprando para investir (revender no futuro ou alugar). Hoje eu quero dizer três coisas que você deve saber se quiser vender para investidores: 1ª coisa –  Eles não estão no facebook, whatsapp e nem do e-mail  – Hoje é comum enviar e-mail marketing, tentar contato via telefone ou procurar pelo perfil do cliente com o objetivo de enviar uma mensagem. Isto funciona, mas entenda que muitos investidores não estão plugados em smarpthones e nem e-mails. São pessoas que fazem isso há muito tempo e ainda valorizam o contato pessoal, o olho no olho, portanto vá atrás deles. Bata na porta deles, frequente os mesmos lugares, etc. 2ª coisa –  Eles não tem tempo para perder  – Não utilize a mesma abordagem que tem funcionado com outros tipos de clientes. Investidores não estão muito preocupados com histórias bem contadas, com abordagens demoradas e com explanações c

3 TENDÊNCIAS PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO 2015

A gerente de marketing do VivaReal e editora responsável pelo MarketingImob, Mariana Ferronato, também aceitou o pedido do Blog da Lopes e respondeu, na opinião dela, as principais tendências para o mercado imobiliário em 2015. A Mariana foi além e citou 3 fatores que ela acredita que vão ser tendências em 2015 1) Marketing de Conteúdo Fazer marketing de conteúdo de maneira estratégica é muito diferente do que apenas ter um blog e postar em redes sociais. Produzir conteúdo é você pensar em quais palavras chaves você quer melhorar o posicionamento orgânico no Google e trabalhar essas palavras. Usar as redes sociais para realmente ter mais um ponto de contato e relacionamento com seus clientes e leads em potencial. Quem fizer isso bem feito, estará se destacando com certeza.

CRECISP ABRE DISCUSSÃO SOBRE PAGAMENTO DE HONORÁRIOS DOS CORRETORES DE IMÓVEIS

Recentemente, passou a figurar na página inicial do site do CRECISP, um chamamento para consulta pública com o objetivo de ouvir todas as partes interessadas, quando se trata de questões polêmicas do mercado imobiliário . O presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto, tomou a decisão, considerando as recentes discussões que têm sido publicadas na mídia sobre a possibilidade do pagamento dos honorários de corretagem pelo comprador ou pelo vendedor nas intermediações imobiliárias , bem como sobre a impossibilidade de cobrança de valores adicionais ao da tabela oficial de remuneração e condições de trabalho nos lançamentos imobiliários . O intuito dessa consulta à população é criar regras quanto à cobrança dos honorários. Além disso, a consulta também abordará a impossibilidade de cobrança de valores adicionais aos da tabela oficial de remuneração do CRECI-SP, na tentativa de pacificar os interesses envolvidos, propondo a transparência na regulamentação a ser formulada quanto à co