ESCRITÓRIOS PODEM MUDAR PERFIL DO BAIRRO

Lançamentos comerciais em regiões com pouca oferta de serviços, ou com vocação residencial, contribuem para transformar os bairros.

"Um prédio grande de escritórios gera uma demanda por restaurantes, livrarias ou salões de beleza, por exemplo, para atender os frequentadores desse edifício", diz Gustavo Carrer, consultor do Sebrae-SP.

Carrer ressalta, no entanto, que essa dinâmica pode ser diferente de uma região para outra.

"A construção de um empreendimento pode durar três anos. Nesse tempo, outra região pode se tornar mais atrativa, com a construção de um shopping, por exemplo", diz Carrer.

A Vila Leopoldina (zona oeste) foi um dos bairros que experimentaram mudanças com a chegada de empreendimentos, diz Simone Santos, diretora de serviços corporativos da imobiliária Herzog.

"Os galpões industriais deram lugar a prédios residenciais, mas também foram ocupados por agências de publicidade e restaurantes."

Simone também destaca Jurubatuba, na região de Santo Amaro (zona sul), onde galpões estão dando lugar a prédios residenciais e pequenos centros de compras, que atendem a população local.

Para Mirella Parpinelle, diretora de atendimento da imobiliária Lopes, as pessoas buscam cada vez mais morar perto do trabalho, o que favorece o lançamento de salas comerciais espalhadas por várias regiões da cidade.

"Todo bairro tem a sua vida própria. Alguns dos que tiveram lançamentos recentes, como Ipiranga (zona sul) e Vila Formosa (zona leste), não estão nos eixos de grandes empresas, mas precisam de empreendimentos para atender a demanda local."