CORRETORES IMOBILIÁRIOS PRECISAM USAR A TECNOLOGIA PARA ATENDER A CLIENTES MAIS EXIGENTES E QUALIFICADOS

Porém, muitos profissionais da Capital ainda não estão preparados para os novos processos de trabalho
Mercado competitivo, diversidade de produtos, internet acessível, oferta ampla e cliente cada vez mais exigente e bem informado. Essa equação cada vez mais complexa é que os corretores precisam solucionar para vender imóveis. Na Capital, os profissionais que atuam na área estão diante de um cenário em que é imperativo buscar qualificação e modernizar o processo de venda.

Inclusive essa é a temática central do 5o Congresso Sul Imobiliário, que acontece nos dias 22, 23 e 24 de agosto, no CentroSul, em Florianópolis. O evento, cujo tema é "Uma ponte para o seu aperfeiçoamento", pretende aprimorar as técnicas de trabalho do corretor de imóveis e dos profissionais que atuam no setor imobiliário.

Para o presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de Santa Catarina (Creci-SC), Carlos Beims, os corretores devem usar a tecnologia a seu favor para tornar o negócio mais rápido e fácil, além de atender as exigências desse consumidor mais qualificado.

Contratos são fechados de maneira mais rápida

— Dos corretores que conheço, de cada 10, cerca de quatro não têm e-mail. Os profissionais que não têm um notebook, tablet, celular de ponta ou que não saibam usar internet estão fadados ao insucesso — afirma.

Atualmente, a prática de postar fotos em sites, redes sociais e enviar o contrato por meio digital é bem comum e permite que um contrato seja fechado de forma rápida, mesmo com clientes em outros Estados.

— Antes tínhamos que tirar as fotos do imóvel, revelar e mandar por correio para o cliente. Hoje tudo acontece em uma hora — conta Beims.

O diretor-executivo da Real Map, Renê Lautharte, conta que 90% do investimento da imobiliária feito em mídia é voltado para a internet, pois atinge um maior número de clientes.

— O corretor tem o portfólio da empresa na palma da mão — assegura Lautharte, acrescentando que ao estar conectado o corretor fala a mesma linguagem do consumidor.

::Números de Santa Catarina

Atualmente, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis de SC está entre os cinco maiores do país

São 24 mil corretores em todo o Estado, dos quais estima-se que 14 mil estejam na ativa

Neste ano, mil novos profissionais foram credenciados e 700 estão na espera

Somente em Florianópolis, 3 mil corretores imobiliários atuam no mercado