CASA OU APARTAMENTO? QUAL A MELHOR OPÇÃO?


Depois de ter poupado o dinheiro suficiente - ou de simplesmente ter tomado uma decisão de mudar de vida -, chegou a hora de sair do antigo imóvel e realizar o sonho de comprar  a casa própria. Porém, como se não bastasse, agora a dúvida que aparece é: apartamento ou casa? Qual a melhor opção?



“Antes de tudo, essa é uma escolha muito pessoal”, comenta Carlos Samuel de Oliveira Freitas, advogado e diretor de condomínios e jurídico da Imobiliária Primar Administradora de Bens, do Rio de Janeiro. Razão que fazia com que muitas famílias tivessem preferência por apartamentos é a segurança, já que, até pouco tempo atrás, nas grandes cidades, um prédio era inquestionavelmente mais seguro do que qualquer outro tipo de moradia. Porém, hoje em dia, muitas casas – tanto avulsas quanto de condomínios - já são capazes de oferecer serviços de segurança tão eficientes quanto os de um prédio ou condomínio, se bem instalados.

Casa: vantagens e desvantagens

Morar em uma casa tem vantagens que, para algumas pessoas, são imprescindíveis. “Algumas pessoas só se sentem livres o suficiente quando moram em casas, já que nesse ambiente quem estabelece as regras são elas mesmas – diferentemente de um apartamento, em que é preciso conviver com as regras impostas pelo condomínio”, explica Freitas.

A casa oferece um espaço maior e a ausência de vizinhos tão próximos faz com que, quem procure por uma sensação maior de privacidade, se sinta melhor em uma casa.

“Outros pontos que podem contar a favor da casa é o fato de que nesse tipo de moradia há um maior espaço para criar plantas ou ter algum animal de estimação. Além disso, em uma casa também não é preciso pagar o condomínio, gasto que muitas vezes pesa no bolso da família”, comenta Freitas. 
Para quem se preocupa com a segurança e, mesmo assim, pretende morar em uma casa, uma alternativa é comprar um imóvel em um condomínio horizontal fechados. "Condomínios fechados trazem a segurança dos apartamentos com o espaço e a privacidade de morar em uma casa", considera Freitas.

Quem compra uma casa precisa lembrar que, apesar de não arcar com os custos de condomínio, irá gastar quase a mesma quantia em manutenção. “Em uma casa, além da segurança, outros gastos embutidos no condomínio passam a ser seus, como a conta de água e da manutenção da fachada do imóvel. No final, fica tudo elas por elas” explica Freitas.

Apartamentos: vantagens e desvantagens

“Antes de qualquer coisa, morar em apartamento requer a aceitação de regras”, alerta Freitas. O especialista comenta que antes de comprar o imóvel é preciso analisar a rotina do local para ver se ela combina com o estilo de vida do morador. Em compensação, para quem que mora sozinho ou para famílias que passam muito tempo viajando, apartamentos podem ser – ou pelo menos passar uma impressão – de ser uma moradia mais segura.  

"Para pessoas que passam muito tempo longe de casa, o apartamento passa a segurança de estar sempre sendo 'vigiado' pelos vizinhos. Além disso, existe a oportunidade de criar um vínculo de amizade com os vizinhos e contar com eles quando precisar que alguém coloque água nas plantas ou alimente os peixes caso você fique longe por um período longo”, diz Freitas. Para famílias que têm crianças, os condomínios são uma oportunidade para os filhos fazerem amizades e brincar pelo local com a segurança de estar dentro de casa.

“Fica claro que, se por um lado morar em um apartamento pode ser mais seguro, quando se mora em uma casa, há um espaço maior e uma privacidade garantida”, conclui Freitas, que diz que na hora de comprar ou alugar, existam também outros fatores que devem influenciar na escolha do tipo de imóvel, como o preço, o conforto, a localização e a segurança. “Antes de fechar qualquer negócio, analise as vantagens e desvantagens que cada moradia oferece e escolha a opção que melhor combina com suas necessidades e expectativas”, aconselha o especialista.