DELEGADO DO CRECI FALA SOBRE O COMBATE AO EXERCÍCIO ILEGAL DA PROFISSÃO DE CORRETOR


O Diário Entrevista desta semana tem a participação do delegado regional do Creci (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis), Hederaldo Joel Benetti, 53. Formado em administração de empresas ele está à frente do conselho há nove anos. O cargo de delegado é indicação do presidente estadual do Creci.



Ele é casado com Patrícia Brandão Simões Benetti, com quem teve os filhos Marina, 20, e Rodrigo, 16.



Natural de Dois Córregos (SP), Benetti também atua na área social há 14 anos. Atualmente, ele é vice-presidente do Cacam (Centro de Apoio a Criança e Adolescente de Marília). Benetti atuou ainda como presidente do Cacam de 2008 a 2011. Além de ser tesoureiro por oito anos da mesma entidade.

Ele foi presidente do Rotary Clube Marília de Dirceu nas gestões de (2001/2002), (2006/2007) e (2008/2009). Ele também já foi governador assistente do Rotary Internacional por duas vezes (2002/2003) e (2009 e 2010).

Durante a entrevista, Benetti destaca o trabalho de fiscalização do Creci para combate do exercício ilegal da profissão e outras irregularidades. O delegado fala sobre os serviços oferecidos pelo Conselho aos profissionais do ramo.

Benetti também fala da valorização dos profissionais e do mercado imobiliário da cidade. Ele descarta a especulação imobiliária no município.

Como é o trabalho desenvolvido à frente do Creci?

O meu papel como delegado é coordenar o trabalho nas 53 cidades que compõem a sub sede de Marília. O Creci tem como princípio a fiscalização das imobiliárias e o trabalho dos corretores de imóveis.

Quais as principais conquistas à frente da entidade?

Acredito que a reestruturação da sede própria. Estamos na fase final da obra, a entrega deve ser feita em agosto, mês em que é comemorado o Dia do Corretor de Imóveis.

Com isso os profissionais poderão desfrutar de toda a estrutura, principalmente dos cursos e palestras oferecidos na própria delegacia regional de Marília. A sede está localizada na rua Carlos Gomes, 102.

Também destacamos a presença de um fiscal residente que com a viatura do Creci pode fazer o trabalho na cidade e região.

Além disso, outra conquista é que no dia 27 de agosto o profissional é lembrado com a promoção de uma festa de confraternização e homenagem na Câmara dos vereadores. Na ocasião são homenageados alguns corretores mais antigos, além de novos profissionais de destaque e algumas imobiliárias. Durante o evento parceiros do Creci também são lembrados.

Quais os principais desafios do setor?

É manter todos os corretores credenciados pelo Conselho para que possamos combater estes pseudo corretores. Além de assegurar que todas as imobiliárias também sejam credenciadas para garantir segurança à sociedade.

O objetivo é resguardar principalmente a população de baixa renda para que esta faixa não perca dinheiro com os maus corretores.

Quais os serviços oferecidos e as funções exercidas pelo Conselho Regional?

São vários serviços oferecidos. Entre os principais está o combate aos maus corretores e más imobiliárias

No site do Creci, www.crecisp.gov.br, também são várias ferramentas e serviços disponibilizados. Como contratos de compra e venda de imóveis, avaliação, cursos de avaliadores e toda a estrutura necessária.

Ainda no site do Creci, os profissionais podem inserir os seus imóveis que estão à venda no portal em nível estadual, de maneira gratuita. Temos também a TV Creci, disponível no site, que oferece orientações sobre o código de ética e vários assuntos que estão em destaque na área.

O Creci ainda trabalha forte nas campanhas contra dengue, uma forma de responsabilidade social. Por exemplo, os imóveis que ficam fechados, os corretores são orientados a colocar adesivos nos ralos e tampar os vasos sanitários para evitar a proliferação do mosquito aedes aegypti. Está também em andamento a campanha de valorização do corretor com a referência de outros profissionais de confiabilidade como médicos e pilotos de avião.

Quantos corretores em Marília? Como está o mercado para esse profissional? Houve um crescimento nos últimos anos?

Na região são 1.500 corretores, já em Marília temos 600 profissionais da área. Com o boom do mercado imobiliário, de 2009 para cá, a profissão do corretor foi uma das que mais cresceu. No estado são credenciados quase 12 mil corretores por ano.

Os novos corretores são aqueles com nível superior, ou seja, médicos e advogados que migraram para esta profissão.

O mercado continua favorável e crescente. Entretanto, é necessária formação tendo em vista que o mercado está muito dinâmico por conta dos novos empreendimentos lançados.

A pessoa que se interessa em tornar-se um corretor de imóvel, primeiramente ela deve fazer um curso técnico de transações imobiliárias. A capacitação é oferecida a distância pelo MEC (Ministério da Educação).

Depois de concluído ele receberá o diploma e pede o credenciamento ao Creci. Certo período ele será estagiário e depois passa ter o registro no Conselho para que possa operar no mercado.

O salário base do corretor é variável de acordo com o volume de trabalho, mas no geral uma média de R$ 3 mil por mês. Entretanto, é bom ressaltar que o próprio esforço dele é que influencia no rendimento. Para isso é necessária dedicação até mesmo nos plantões durante os finais de semana.

Como analisa a necessidade da valorização do profissional?

O Creci traz todo o mês cursos e palestras para capacitar cada vez mais o corretor de imóvel para um mercado bastante dinâmico. Por isso o corretor deve estar muito bem preparado para as movimentações do mercado imobiliário.

Além disso, a TV Creci oferece a transmissão de cursos diários. Apenas em Marília são 50 imobiliárias. Isto também está ligado ao grande número de empreendimentos lançados na cidade. Com isso muitos profissionais saíram das imobiliárias de origem e abriram seus próprios negócios para poder vender todo o produto, pois as empresas que se instalam na cidade querem uma velocidade muito grande de vendas. Para isso são necessários profissionais eficientes e capacitados.

Como está o mercado imobiliário na cidade? Há expectativa de crescimento? Qual importância dos novos empreendimentos?
Neste período Marília recebeu muitas construtoras, incorporadoras e empreendimentos de outras cidades, o que gerou o crescimento imobiliário na cidade. A expectativa é de um crescimento ainda maior, principalmente com as facilidades de programas como Minha Casa, Minha Vida do governo federal e Casa Paulista do governo estadual.

A perspectiva é positiva. A nova administração também favorece o desenvolvimento, tendo em vista que o governo municipal está de portas abertas para as novas empresas.

Bairros como aeroporto, região leste em geral e norte são algumas das localidades que recebem hoje grande parte deste desenvolvimento.

A importância para a cidade é que com os novos empreendimentos temos a geração de empregos em vários segmentos. Além disso, temos uma estrutura montada nos novos bairros como unidades de saúde e escolas.

Nos últimos quatro anos, Marília recebeu 50 empreendimentos entre apartamentos, loteamentos e condomínios.

Acredito que estas empresas buscaram Marília depois de uma pesquisa bastante formulada sobre os atrativos do município, como estrutura já existente de saúde e educação. Com isso os empresários do ramo investem na cidade.

Como é feita a fiscalização? Como denunciar as irregularidades?

Qualquer pessoa pode fazer a denúncia no próprio site do Creci ou por meio do telefone 3433-7498. A fiscalização é feita tanto à imobiliária quanto ao trabalho desenvolvido pelo corretor.

Quais as principais irregularidades diagnosticadas?

Entre as principais irregularidades está o exercício ilegal da profissão. A partir do momento que a denúncia chega ao Creci é deslocado um fiscal para verificação daquela pessoa ou empresa que opera sem o registro. Alguns casos comuns são de porteiros de prédios que sabem dos apartamentos desocupados e tentam fazer as vendas.

O corretor de imóveis tem de seguir o código de ética. Por exemplo, um profissional que não respeita o outro e interfere em uma negociação com oferta de comissão menor sobre a venda. Os honorários sobre as vendas são regulamentados pelo Conselho.

Além das multas que podem ser emitidas, de acordo com a gravidade da penalidade, o profissional pode até perder o registro. Destacamos que todo o processo passa pela comissão disciplinar do Conselho.

O que o Creci tem a dizer sobre a especulação imobiliária?

Em Marília, eu acredito que não ocorra a especulação imobiliária. O que temos é um desenvolvimento natural.

Os imóveis têm a tendência de valorização. Por exemplo, a zona norte que estava esquecida recebeu muitos investimentos com melhorias em shopping, implantação de agências bancárias e chegada de vários outros empreendimentos. Desta forma o perfil da região foi modificado e juntamente os preços dos imóveis.

Como está o mercado de locação? Qual a área mais valorizada da cidade?

A locação também passa por um momento muito bom. Os períodos de pico seriam de início e final de ano em que os universitários buscam uma moradia. Além disso, há também os profissionais de empresas que se instalam na cidade. Neste período os executivos transferem a família para o município.

No restante do ano o mercado se mantém forte. Com a facilidade para aquisição da casa própria imaginamos que as locações diminuiriam, entretanto isto não ocorreu, pois faltam imóveis na cidade, principalmente de médio e alto padrão.

Entre as regiões com maior valorização está a avenida das Esmeraldas.

Qual a orientação para aqueles que pretendem fechar um negócio imobiliário?

Sempre procurar um corretor de imóveis ou imobiliárias credenciados. A qualquer momento a pessoa pode pedir a apresentação da carteirinha do Creci, o documento tem validade anual. Esta é a prova de que a pessoa está regularizada com o Conselho. Isto é importante para que a pessoa não tenha transtornos no futuro.

Cada negociação tem a sua especificidade, como a aquisição da casa própria com financiamento habitacional ou a compra à vista. Além disso, o corretor deve orientar sobre o imposto a pagar. Dicas importantes ainda são sobre a topografia quando se trata de terrenos, ou ainda as características do bairro em que a residência está localizada.

Desta forma a missão do profissional é orientação para compra do imóvel desejado por ela e não pelo corretor.