TIREI O CRECI, E AGORA? POR ONDE COMEÇAR?

Para a entidade, para captar clientes, no começo é necessário se valer do rol de conhecidos
Se você é iniciante na profissão de corretor de imóveis e acabou de obter o Creci, pode estar em dúvida sobre começar sua carreira em uma imobiliária ou construtora.
Para José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP, em ambos os casos é necessário ter o mínimo de experiência para atuar. “Nas imobiliárias há vantagem de ter outros corretores que podem auxiliá-lo, de conhecer outros pontos de vista, ter outras pessoas contribuindo para a análise dos negócios, dando dicas e sugestões e também é possível compartilhar ideias”, analisa.
Nas construtoras, por sua vez, há divisão em plantões com um ou dois corretores e isso pode ser uma dificuldade para quem está começando, por não ter o suporte de uma grande equipe, mas a remuneração costuma ser maior do que na imobiliária. “É um trabalho mais solitário, mas com oportunidades de ganhos maiores”, avisa.

Viana acredita que o ideal mesmo é trabalhar por conta própria, mas para isso é necessário ter mais experiência e vivência, porque é necessário, por exemplo, ter uma reserva para a entressafra. “Trabalhar por conta própria é rentável, mas tem também os seus riscos”, alerta.
Captação de clientes

De acordo com Viana, para captar clientes, no começo é necessário se valer do rol de amigos, parentes e conhecidos. “É por onde tem que começar. Conversando, telefonando, distribuindo cartões, participando de encontros, reuniões, grupos e tudo o que pode ocorrer para que as pessoas saibam que você atua nesta área”, aconselha.
O segundo passo, segundo ele, é dar uma boa atenção ao pós-venda para manter a memória do cliente acesa. “Muitas vezes uma pessoa pergunta para o colega se ele tem um corretor para indicar e, se você não mantém acesa a memória do cliente, pode ser que ele não se lembre de você. A indicação e o boca-a-boca são fundamentais.”
É importante destacar que, em qualquer um dos casos, o profissional tem que ficar atento porque responde por perdas e danos. E, claro, é necessário que, quem estiver entrando nesta área, tenha feeling para o negócio e desenvoltura.