COMPRA DE IMÓVEL USADO COM FINANCIAMENTO CRESCE 60% EM SÃO PAULO

Apesar do crescimento, maioria das compras de imóveis prontos não é realizada por financiamentos bancários.
São Paulo, SP - O número de imóveis residenciais usados comprados por intermédio de financiamentos bancários cresceu cerca de 60% neste ano na cidade de São Paulo.

Segundo levantamento realizado pela Lello, de janeiro a outubro, os financiamentos representaram 40% das transações intermediadas pela administradora. No mesmo período do ano passado, apenas 25% das vendas eram fechadas com apoio de empréstimos bancários.

Apesar do crescimento, a maioria das compras de imóveis prontos não é realizada por financiamentos bancários. Há casos, ainda, em que o comprador negocia o parcelamento diretamente com o proprietário.

O estudo apontou, também, crescimento de 30% no volume de vendas na comparação com igual período do ano passado. O valor médio das transações registrou aumento de 25%, passando de R$ 200 mil em 2007 para R$ 250 mil.

Do total de imóveis comercializados com intermediação da administradora este ano, 62% foram apartamentos, 30% casas e outros 8%, terrenos para construção.

"A ampliação da oferta de crédito imobiliário fez aumentar a concessão de financiamentos. Mas as exigências para a aprovação dos empréstimos pelos bancos ainda são bastante burocráticas, o que faz com que a maioria procure outras formas para realizar o negócio", afirma Roseli Hernandes, gerente de Locação e Vendas da Lello Imóveis.