4 TIPOS DE CORRETOR IMOBILIÁRIO QUE VOCÊ NÃO QUER SE TORNAR

Ser corretor imobiliário não é tarefa fácil. Exige empenho, dedicação e atualização constante. Mas nem tudo é válido na profissão.



A corretagem de imóveis é uma atividade para pessoas com disposição. Não se pode desaminar com sucessivos “não’s”, é preciso estudar muito e ainda desenvolver, profundamente, habilidades interpessoais. 

Isso, no entanto, não é desculpa para certos tipos de posturas encontradas por ai. O corretor precisa de integridade e firmeza no desempenho de suas funções e veremos a seguir, que muitos não consideram isso no exercício da função. 
Evite agir assim 

Segue abaixo uma lista com 4 tipos de corretor imobiliário que tira qualquer cliente do sério: 

O candidato político: na corretagem de imóveis já se tornou um problema crônico as promessas de prazos não cumpridos. As margens de atraso das construtoras têm sido enormes e, apesar disso, muitos corretores continuam prometendo entregas em períodos de tempo milagrosos. Isso quando não vendem na planta e fazem o cliente ver muito mais do que o papel de fato mostra. 

Esses são apenas dois exemplos de atitudes do corretor imobiliário candidato político. Ele promete muito mais do que é entregue de fato e acaba com um cliente extremamente insatisfeito nas mãos. 

O contador de história: Certa vez, durante um processo de corretagem imobiliária, o corretor começou a mostrar a planta da edificação para uma cliente. Após falar de todas as características, disse que já estava sendo finalizada a fundação do prédio. Para azar dele, a tal cliente morava na rua do lote e disse que nem canteiro ainda tinha no lugar. 

Esse é o tipo que tenta vender até avião caindo. Conta tanta história sobre o imóvel, que no fim das contas nem lembra de qual estava falando. 

O otimista incurável: Tentar engrandecer as características de um imóvel para vende-lo é natural, porém, existem corretores de imóveis que exageram. A localização é ruim, a edificação está caindo aos pedaços e o preço é alto. Independentemente disso ele fala como se fosse a última bolacha do biscoito e esconde todos os pontos negativos que o cliente inevitavelmente virá a conhecer. Isso não tem como acabar bem. 

O insistente: Quem nunca passou na porta de uma loja de roupas e ao reparar nas peças da vitrine parou para dar uma olhada e logo em seguida uma vendedora apareceu como que por mágica e iniciou um processo insistente para que a pessoa entrasse, mesmo essa afirmando que queria apenas olhar? 

Pois é, existe um certo tipo de corretor imobiliário exatamente assim. Insiste na compra até o cliente eliminar qualquer possibilidade de o negócio ocorrer. 

Vender não é o único objetivo… 

Agir das formas descritas demonstra um comportamento na corretagem de imóveis que só se concentra no curto prazo. Perder uma boa reputação é um preço altíssimo para se realizar um venda. 

Sendo assim, o corretor imobiliário precisa pesar suas atitudes ao longo de todo o processo de intermediação. Assumir uma postura desonesta não traz benefício algum e se o cliente perceber, o negócio jamais se concretizará. 

Sendo assim, procure ser correto nas decisões que tomar e apostar na agressividade de formas lícitas. Saiba envolver seu cliente, mas por caminhos interessantes para todos os envolvidos. Pensar apenas em si próprio pode comprometer tanto o negócio atual quanto os futuros. 

Seja rígido quanto a essas questões, caro corretor imobiliário, pois após agir de forma errada uma vez é muito fácil repetir a dose e arriscar colocar uma carreira inteira a perder.