APOSENTADO É VÍTIMA DE GOLPE APLICADO POR FALSO CORRETOR DE IMÓVEIS

Por confiar demais, o aposentado José Marcelino Mota acabou com uma dívida de quase R$ 5 mil.



Ele contratou um suposto corretor de imóveis para ajudar na venda de uma casa, o que depois de quase seis meses não aconteceu.

Segundo o aposentado, o acusado começou pedindo R$ 1 mil alegando que era para regularizar os documentos da casa. Depois de ter repassado várias quantias foi que ele desconfiou da atitude e pediu os recibos quitados. Após a solicitação, o golpista não mais apareceu.

Em casos como esse, o Crea recomenda que nunca sejam feitos pagamentos diretamente com o corretor. Este deve fazer apenas a intermediação do negócio, a parte numerária fica entre os clientes.

Para se contratar os serviços de um corretor, os cuidados devem começar na hora de escolher o profissional.

De acordo com o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), na Paraíba existem mais de 3 mil profissionais regulamentados, que possuem a carteira do órgão.

O exercício ilegal da profissão é crime previsto pela legislação brasileira.

Acompanhado do fiscal do Creci, José Marcelino procurou a delegacia para formalizar a denúncia.